sábado, 3 de junho de 2017

GOVERNO TEMER TREME E SE CALA APÓS PRISÃO DO "LONGA MANUS" ROCHA LOURES

CERTEZA DE DELAÇÃO ARRASADORA

BCSP / CORRESPONDENTE EM BRASÍLIA 
Por: Pinto Sette

O Palácio do Planalto já contava com a prisão do "amigo" e ex-assessor do presidente Michel Temer, Rocha Loures do PMDB/PR, só não esperava que a prisão ocorresse já no dia de hoje.

O fato causou ainda mais temor no NÚCLEO DURO PALACIANO, pois foi considerado um SINAL de que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal vão "agilizar" uma quase certa delação por parte do "longa manus" do presidente, conforme definição do Procurador Rodrigo Janot. É voz corrente que o PAI e A ESPOSA de Rocha Loures exigem dele que fale tudo o que sabe e que não assuma culpa sozinho, apontando tudo e todos que participam do esquema criminoso de corrupção pelo qual agora se encontra preso.

O PLANALTO disse que, não vai se manifestar oficialmente sobre a prisão de Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), mas a movimentação é grande.

O ocupante do Planalto, Michel Temer até viajou para São Paulo onde pretendia passar o final de semana em companhia da família, longe do burburinho da política. Mas, ontem mesmo, assessores de TEMER lhe avisaram que a prisão de Rocha Loures não ficaria para segunda-feira, e que ele seria preso hoje logo cedo.

Michel Temer então retornou a Brasília na noite de ontem - sexta-feira, 2/6, comprovando o tamanho da preocupação do governo com a prisão de Loures.

Nenhum comentário:

Postar um comentário